segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

Palmeirenses lançam campanha contra patrocinadores da Jovem Pan

Brahma, Banco Santander, Lojas Cem, Dreher, Stech Materiais Elétricos, Engov e Wolkswagen Caminhões e Ônibus são empresas que estão na mira dos palmeirenses. No próximo sábado, dia 23, durante o jogo Palmeiras X Rio Claro, 10 mil panfletos serão distribuídos nas imediações do estádio Palestra Itália, convocando a torcida a boicotar as marcas, que são patrocinadoras dos programas de esporte da Rádio Jovem Pan, além da própria emissora.

A manifestação é uma reação ao editorial veiculado pela Jovem Pan no último dia 15, que acusou Luiz Gonzaga Beluzzo, diretor do Palmeiras, sócio da revista Carta Capital e presidente da TV Brasil, de incitar a torcida a boicotar a emissora. O objetivo da torcida é pressionar a Jovem Pan a emitir um pedido de desculpas oficial ao cartola palmeirense e aos torcedores do clube.

A Jovem Pan baseou o conteúdo do editorial em um e-mail assinado por um torcedor chamado Luiz Gonzaga, publicado no fórum "Palmeiras Todo Dia", criado e administrado por torcedores palmeirenses. No e-mail, o torcedor afirmou: "Se eu fosse diretor da Sociedade Esportiva Palmeiras proibiria a entrada de Fredy Júnior no clube Fim de papo. Aceitaria, inclusive, de bom grado, que a Jovem Pan fizesse a represália (sic) de nunca mais transmitir jogos do Verdão". O conteúdo chegou ao conhecimento da emissora que, achando que se tratava do diretor de planejamento do clube paulista, colocou no ar seu editorial, repudiando o conteúdo.


Ao perceber o engano, a emissora mudou o discurso e se apressou em dizer que o editorial foi baseado em um texto do verdadeiro Belluzzo, publicado em um blog do Portal Terra, no dia 11 de fevereiro, e não naquele assinado pelo autor desconhecido.

No texto em questão, Belluzzo critica o narrador Rogério Assis, da Jovem Pan. Disse ele: "Meu e-mail ficou entupido de vociferações e impropérios dirigidos ao narrador do jogo Palmeiras e Guarani. Rogério de tal, lotado na Jovem Pan, saiu-se com essa, ao narrar uma embaixadinha desnecessária e, digo eu, desrespeitosa do chileno: 'Se fosse jogador do Guarani, bateria no Valdívia'. Literatura de blog, sob a forma oral. Imagino, se escrita, quais seriam as respostas dos comentaristas. Arrisco uma: se fosse torcedor do Palmeiras, lhe daria umas porradas", afirmou o cartola.

Recentemente, os torcedores do Palmeiras lançaram uma campanha para que a Suvinil, patrocinadora do time, trocasse a logomarca estampada na manga da camisa palmeirense. A empresa acabou cedendo ao apelo da torcida e trocou o logo colorido por um totalmente branco.

Um comentário:

Su disse...

Nubia

Parabéns! Você é demais!

Beijo grande e hoje à noite vamos torcer juntas pelo nosso Verdão!

Sueli Palma