terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Pérolas dos jornalistas: O Início

Vamos falar sério: follows toscos, respostas mais idiotas ainda. Tá na hora de desmistificar o papo de que só assessor fala bobagem ao telefone. E é por isso que esse post nasce (e se multiplicará sempre que algum coleguinha de redação fale alguma bobagem sem tamanho ou tenha uma atitude, no mínimo, fora dos padrões "jornalísticos".

E vamos lá!

A assessora faz uma notinha e manda para a jornalista. Em seguida, liga para fazer o follow.

- Oi Fulana, tudo bem? Recebeu a sugestão que eu te mandei?
- Ah recebi. Mas queria te dizer que quem faz os tijolinhos somos nós.
- É claro. Isso que eu enviei foi apenas uma sugestão.
- Tá, mas quem faz o texto sou eu, tá? Sou eu!!!

Duas observações:
Ainda bem que é a repórter quem faz o texto, né? Reescrever o texto é o mínimo que se espera de quem ganha para fazer isso.
Além de tudo, ALGUÉM FALOU QUE ERA PARA ELA COPIAR E COLAR O QUE FOI ENVIADO PELA ASSESSORIA?

Tem gente que fica tão na neura achando que todo assessor quer dominar o mundo que esquece do óbvio: prestar atenção na conversa.

Nenhum comentário: