sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Frases que você JAMAIS deve dizer a uma mulher

Eu sei que nós não somos elefante, mas qualquer dia desses a gente tromba!

Alguma vez alguém já te deixou tão cansada que pareceu que um trator tinha passado por cima de você?
-Não.
-Prazer. Trator.

Jogo RPG e mato dragão, quer ficar comigo, SIM ou NÃO????

Que belas pernas... Que horas elas abrem?

Vou te roubar pra mim, pois roubar pra comer não é pecado.

Essa Bunda toda é só pra cagar?

Que tal fazermos um negócio? Você me dá seu orgulho e eu te dou 1 jegue.

Ei, gata! Me diz quem é seu ginecologista que eu chupo o dedo dele!

Oi! Poderia te falar meu nome mas prefiro que você conheça meu apelido, Jegue.

--
Ps. Precisa dizer maaaaais alguma coisa?

Reflexões orkutianas

"Hoje, refletindo sobre o efeito do nada sobre porra nenhuma, me dei conta de que o Brasil talvez seja o único país do mundo, governado por um Analfabeto e Alcoolatra, que assinou uma Reforma Ortográfica e instituiu uma Lei Seca!!!!!"

(Autor Desconhecido)

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Um acréscimo

Sábado eu vou trabalhar. Tomando banho de piscina.
E isso é sério, acredite.
---

Concentração total para a estréia do Palmeiras na Libertadores. Agora o ano tá começando de verdade.
---

Mamy is coming back.

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Agenda

Segunda: Trajeto Mogi-Sp e trânsito caótico no final da noite (2h40 da Vila Olímpia em casa)
Terça: Show (perfeito) do Orishas.
Quarta: Happy hour? Ou cama? Sonooo!
Quinta: Estréia do Palmeiras na Libertadores.
Sexta: Academia, casa pra limpar e namorado.
Final de semana: Dormir, dormir, domir.

Twitter

Também entrei para o mundo dos microblogs. Estou achando engraçadíssimo e totalmente inútil, ahah!

Se alguém quiser me acompanhar, o endereço é: http://twitter.com/nctavares.

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Divisor de águas

Para o palmeirense, para a Sociedade Esportiva Palmeiras, para o futebol brasileiro.

E quem admite são eles mesmo, nossos maiores rivais.

O Palmeiras salta à frente
Do Blog do Citadini

Está certo o jornalista Juca Kfouri ao ficar empolgado com a eleição de Luiz Gonzaga Beluzzo para a presidência do Palmeiras. É um marco extraordinário. Beluzzo é sério, trabalhador e, principalmente, um Advogado (embora digam que seja Economista) de rara coerência. Certamente terá dificuldades.

O mundo do futebol (ou submundo) reúne um conjunto de valores que se chocam com a postura de Beluzzo. A "esperteza", as "jogadas" e uma confusão toda, onde não sabemos mais aonde estão interesses de jornalistas, dirigentes, empresários e jogadores.Beluzzo, certamente, com a sua coerência de vida, enfrentará a tudo. É uma tarefa gigantesca. Só não concordo com Juca em que as direções de São Paulo e Corinthians torcessem por Beluzzo. Não sei, não, mas acho que aí a torcida foi outra.

Infelizmente, para nós corinthianos, o Palmeiras dá um grande salto.

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Dica gastronômica

Para quem se arrisca a ir longe por uma bela refeição, fica a dica. Conheci nesse final de semana, o Casa Bela Café, um restaurante suuuper charmoso que fica em Holambra, interior paulista (região de Campinas). Fomos comemorar o aniversário do Odil lá, junto com o Márcio e a Mylene. Não conhecia (porque meu namorado mooorre de medo de dirigir a noite), mas ainda bem que conheci, quero voltar lá milhões de vezes!

Velas minúsculas nas mesas, som ao vivo agradável e no volume correto, garçons atenciosos, gentis e sempre à postos para atender, cardápio com muitas opções de entradas, saladas, pratos típicos e outros nem tanto (como massas, risotos, carnes), uma bela carta de cerveja, drinques MA-RA-VI-LHO-SOS, chopp Heineken no ponto certo, decoração super charmosa e a melhor torta holandesa do mundo (não experimentei os outros vários doces, mas tenho certeza que eles são tão bons quanto). O local também tem uma loja com vinhos, que dá para comprar. E o melhor de tudo: preços super acessíveis! A porção de croquete de frango, por exemplo, custa R$ 10! Comemos carpaccio, bolo de aniversário (ou melhor, torta), couvert, o croquete, tomamos várias cervejas, drinks, vodcka, rum, campari... e gastamos menos de R$ 50 reais por cabeça (coisa inimaginável para quem vive em São Paulo).

E além de tudo, Holambra também é uma cidade muito agradável, com a típica arquitetura da Holanda e muitas, muitas flores maravilhosas e diferentes à venda.

Quem quiser conhecer o restaurante - e a cidade - basta acessar o site, que tem todas as informações necessárias: http://www.casabelarestaurante.com.br/

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Piada pronta

A assessora manda um e-mail para os jornalistas de seu mailing de relacionamento (quem incluia veículos do Brasil e de Portugal), solicitando a data de aniversário deles para a atualização do mailing.

Eis que um jornalista português (tinha que ser), responde:

Fulana,
Ora pois, o jornal Noticias Noticiosas* faz 90 anos de fundação no dia 13 de julho.

--
*Os nomes dos envolvidos foram mudados pra preservar a identidade dos participantes, mas acreditem: a história é real.

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Dinheiro gozado

Homens mais ricos dão mais prazer às mulheres, afirma pesquisa
Para cientistas, freqüência de orgasmos pode ser conseqüência de evolução.

Da BBC

Homens mais ricos proporcionam mais prazer às mulheres durante relações sexuais, segundo afirma uma pesquisa recém-publicada de dois cientistas da Universidade de Newcastle, na Grã-Bretanha. Segundo o estudo, quanto mais rico é o parceiro, mais freqüentemente sua parceira chega ao orgasmo.

Os autores da pesquisa acreditam que esse resultado é condicionado por uma "adaptação evolucionária" que faz com que as mulheres instintivamente selecionem seus parceiros de acordo com a sua percepção de qualidade.

"O orgasmo serve para selecionar entre os machos com base em sua qualidade. Assim, deve ser mais freqüente nas fêmeas unidas a machos de alta-qualidade. Parceiros mais desejáveis levam as mulheres a terem mais orgasmos", afirma Pollet. Segundo Pollet, a influência do nível de renda sobre a freqüência de orgasmos parece ser ainda maior que outros fatores, como simetria corporal ou atratividade, apontados em estudos anteriores.

Nota do Blog 1: Pronto, ai está a desculpa mór pras marias gasolinas ficarem correndo atrás das Ferraris, Masseratis e Lamborguinis! Agora ninguém pode falar que as moças só pensam em dinheiro, elas querem mesmo é fazer o que a Marta Suplicy mandou todo mundo fazer com o conforto de ir de 0 a 100 em 3 segundos, ahahaha!

Nota do Blog 2: Essa blogueira tá muito feliz e satisfeita com o Celtinha.

Obama

Começou o discurso de posse. Vamos ouvir. Daqui a pouco comento.

Atualizada às 15h35

"A esperança de mudar superou o medo. Sabemos da gravidade da crise, pois vemos a situação que vivemos, com milhares de empregos perdidos. Mas juntos conseguiremos sair dessa crise".

Primeiro comentário: É imaginação minha ou o Obama se "inspirou" no discurso do Lula?

Bom, mas em linhas gerais, o discurso foi muito emocionante (como esperado é claro). Aliás, ver um negro com sobrenome mulçumano assumir a presidência dos Estados Unidos no pior momento pelo qual o país está passando nos últimos 70 anos não deixa de ser uma coisa bizarra. Nisso, admiro muito os americanos: eles são capazes de tudo pelo país, até de deixar de lado o preconceito racial que já dividiu o EUA em dois e persiste até hoje, independente de classe social (sim, porque lá o precoceito é mesmo de cor; não conta se você é rico ou pobre, mas se é ou não negro). Acho que, apesar de tudo, Obama representa realmente a esperança de um 2009 melhor para todos. Inclusive nós brasileiros.

E os novos tempos já se mostraram na posse: a rainha do terninho cinza, Hillary Clinton apareceu com uma roupa azul "oi, cheguei". Seriam influências da nova primeira dama? Aliás, Michele arrasou com o mostardinha.

E o Bush? Bom, que ele se aposente em paz. E que nunca mais o mundo volte a ouvir falar nele.

Atualizado às 15h53
Finalmente a Maria Beltrão salvou as nossas vidas e contou o nome da estilista do vestido da Michele: a cubana Isabel Toledo.

Comentário da Rafa: O Helicóptero do Bush podia cair! Estão no helicóptero o próprio, Bush pai e Laura Bush.

Atualizada às 17h20
Segundo o G1, a turma da São Paulo Fashion Week não gostou do modelito da Michele. A Constanza Pascolato pensou que a roupa era um Chanel (errou feio). Já outras duas modelos "who" acharam o conjunto "over" e "bem estranho".
Será que a primeira dama se importa? Aliás, será que ela sabe o que é a nossa Fashion Week?

MANUAL DO ADEPTO A BEBER SOCIALMENTE

Como agir quando bebeu demais e está com os seguintes sintomas:

SINTOMA: Pés frios e úmidos.
CAUSA: Você está segurando o copo pelo lado errado.
SOLUÇÃO: Gire o copo até que a parte aberta esteja virada para cima.

SINTOMA: Pés quentes e úmidos.
CAUSA: Você fez xixi.
SOLUÇÃO: Vá se secar no banheiro mais próximo.

SINTOMA: A parede a sua frente está cheia de luzes.
CAUSA: Você caiu de costas no chão.
SOLUÇÃO: Coloque seu corpo a 90 graus do solo.

SINTOMA: O chão está embaçado.
CAUSA: Você está olhando para o chão através do fundo do seu copo vazio.
SOLUÇÃO: Compre outra cerveja ou similar.

SINTOMA: O chão está se movendo.
CAUSA: Você está sendo carregado ou arrastado.
SOLUÇÃO: Pergunte se estão te levando para outro bar.

SINTOMA: O local ficou completamente escuro.
CAUSA: O bar fechou.
SOLUÇÃO: Pergunte ao garçom o endereço de sua casa.

SINTOMA: O motorista do táxi é um elefante rosa.
CAUSA: Você bebeu muitíssimo.
SOLUÇÃO: Peça ao elefante que o leve para o hospital mais próximo.

SINTOMA: Você está olhando um espelho que se move como água.
CAUSA: Você está para vomitar em uma privada.
SOLUÇÃO: Enfie o dedo na garganta

SINTOMA: As pessoas falam produzindo um misterioso eco.
CAUSA: Você está com a garrafa de cerveja na orelha.
SOLUÇÃO: Deixe de ser palhaço.

SINTOMA: A danceteria se move muito e a música é muito repetitiva.
CAUSA: Você está em uma ambulância.
SOLUÇÃO: Não se mova. Possível coma alcoólico.

SINTOMA: A fortíssima luz da danceteria está cegando seus olhos.
CAUSA: Você está na rua e já é dia.
SOLUÇÃO: Tente encontrar o caminho de volta para casa.

SINTOMA: Seu amigo não liga para o que você fala.
CAUSA: Você está falando com uma caixa de correios.
SOLUÇÃO: Procure seu amigo para que ele te leve para casa.

SINTOMA: Seu amigo não pára de falar repetidamente as mesmas palavras
CAUSA: Você está falando com o cachorro do vizinho
SOLUÇÃO: Pergunte a ele onde é sua casa.

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Sobre educação, assessores de imprensa, presente e futuro

Quem tá em assessoria vive reclamando da grosseira de alguns (poucos, ainda bem!) jornalistas que tratam assessor como se fosse um marginal (eu mesma ouvi uma vez de um coleguinha que ele não precisava do meu "release de merda"). Acho que todo assessor que escuta uma resposta grossa de um colega de redação pensa "queria ver se ele estivesse no meu lugar". Por isso, confesso que fiquei muito surpresa com algo que ocorreu comigo hoje.

Como alguns devem saber, além de trabalhar na Approach, cuidando da comunicação da Chubb Seguros e do escritório de advocacia Castro, Barros, Sobral, Gomes. Também escrevo para a revista Elo, especializada em infra-estrutura, energia, logística, entre outros setores da economia. Por isso, tenho procurado me atualizar, buscando cursos sobre economia, área que eu gosto e na qual quero me especializar.

Semanas atrás, vi que a Anbid estava promovendo um curso para jornalistas de economia ou que tivesse interesse no assunto. Mandei um e-mail (já prevendo que, provavelmente, eu não conseguiria a vaga, já que não trabalho em grande imprensa e sim em uma especializada). De qualquer forma, não custava tentar. Tive uma grata surpresa! Veja o e-mail da assessoria da Anbid, a Máquina da Notícia:

Caros (as),
Em razão da alta demanda para o Curso ANBID de Mercado de Capitais para Jornalistas, não foi possível atender a todas as solicitações de inscrição para essa primeira turma. No entanto, a ANBID atenderá a todos os interessados e abrirá uma segunda turma. As aulas começarão em 07/04/2009, tão logo as atividades da primeira turma do curso sejam concluídas. Todos os jornalistas que receberem este email já estão automaticamente inscritos na segunda turma. No entanto, até o início da próxima semana, enviaremos o cronograma com as novas datas e horários do curso e entraremos em contato com todos os interessados para reconfirmar o interesse em participar. Muito Obrigada pelo interesse e por toda atenção!

Educado e inteligente. Quando a demanda é grande, acho que o assessor deve ter como postura sempre procurar, junto ao cliente, uma maneira mais inteligente de poder atender ao máximo a demanda. Obviamente, nem sempre é possível agir como a ANBID fez, mas a postura, tanto da assessoria, quanto da entidade, foi bastante inteligente. Já explico o porquê, mas antes quero mostrar o outro lado desse post.

Vi, também, que a Faap estava organizando outro curso voltado para jornalistas de economia. Mandei um e-mail para a assessoria da instituição perguntando quais os critérios para participar, entre outras informações. No e-mail, não fiz nenhuma referência ao local em que trabalhava (ou seja, eu poderia tanto ser uma repórter da Época como uma zé ninguém). Tive outra surpresa - dessa vez, bem desagradável:

Olá, Núbia
Tudo bom?
Agradecemos o interesse em participar do programa Agenda Brasil, no entanto, o curso é destinado aos JORNALISTAS DAS REDAÇÕES que atuam em editorias de economia, negócios e finanças. O programa foi instituido pelo FAAP-MBA para possibilitar a esses profissionais a oportunidade de se atualizarem e discutirem sobre os principais temas recorrentes em seu ambiente de trabalho, além de reforçar o bom relacionamento mantido com esse segmento da imprensa.

Não questiono o fato de a FAAP oferecer o curso apenas para quem trabalha em redação. Só acho questionável que a assessora nem tenha me perguntado se por acaso, eu trabalhava em uma redação. Além disso, eu sempre me pergunto: hoje não estou em uma publicação de massa, e sim em uma revista segmentada. Mas e amanhã? Supondo que eu vá trabalhar no Estadão ou na Folha: a resposta dada hoje contribuirá com a imagem que eu tenho da instituição para sempre, estando eu na Elo ou na The Economist. E o trabalho de relacionamento a longo prazo? Sempre ressalto com os meus clientes a importância de tratar todos os jornalistas - seja a Globo ou um site segmentado - da mesma maneira, uma vez que a roda gira e as pessoas trocam de emprego. É papel da assessora mostrar isso ao cliente, mesmo que ele não concorde.

Mas conhecendo esse mundo da comunicação corporativa como conheço e pela redação da assessora, de duas uma: ou ela achou que eu era uma jornalistazinha qualquer e por isso, daria muito trabalho responder ao que eu perguntei, preferindo copiar e colar um texto padrão, ou achou que eu era assessora e, ai é que não merecia a menor consideração.

Resumindo: qualquer que seja a situação, a postura dela foi incorreta. Bom, ela que torça para eu continuar sendo assessora ou uma jornalistazinha pequena. Porque se um dia estiver em uma grande redação, não vou me esquecer nem do nome e nem do sobrenome da coleguinha. Que, como assessora, merece minha reprovação da mesma maneira que o colega que chamou meu release de merda.

Manchetes do Dia

Diarinho:

Moça morre em porradaço na BR- 101
Na Penha, carango tromba em poste e fica de pentelhos pro ar

Já:
Menino festeja 8 anos e morre afogado no rio
Carro cai no Rio Capivari. Além dele, também estavam no veículo sua avó, a mãe e o namorado dela; ninguém sobreviveu ao acidente, que aconteceu em trecho mal conservado

Nota do Blog: Nem vou comer antes de ir para a academia. A fome foi para o espaço!

Pérolas bisbilhotadas

"O bom é que cheguei aos 30 com barriga. Pequena, mas é uma barriga. Chegar aos 30 sem barriga só tem uma definição....é gay!"

Anderson Hanz, ex-editor de imagens da UEL e atual Terra Viva (Band).

sábado, 17 de janeiro de 2009

Luiz Felipe "Scolargo"

Dizer o que? A tragédia estava desenhada. O Stock City, até os 42 do segundo tempo, ia fazendo história, vencendo sua primeira partida fora de casa pelo Campeonato Inglês, em cima do Chelsea.

Os comentaristas da ESPN falam sobre o banco e eu, brincando, "Põe o Beletti que ele marca gol". E assim se fez. Não é que mais uma vez o tosco salvou um time seu? E logo depois do gol o Odil fala: "Agora o Lampard mata a partida". E assim foi , com uma ajudinha da barriga do Ballack.

E em menos de cinco minutos, Felipão foi do inferno ao céu.

É ou não um largo de marca maior?

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Hoje eu to boleira

Então, lá vai mais uma do mundo redondo.

Perguntei para o Marcelo Damato, no Blog dele, se ele sabia há quanto andava o tal programa "Vira casaca" do São Paulo. Pra quem não lembra, essa ação foi alardeada pelas moças do Jardim Leonor como se fossa "A" jogada de marketing de 2008. Afinal, é uma genialidade oferecer para torcedores dispostos a "trocar de time" um batismo no Panetone e uma camiseta ou um kit com produtos do São Paulo (eu não me recordo exatamente). Vindo das mocinhas, lógico que só podia ser estupendamente sensacional! E foi assim que a mídia noticiou a bizarrice escalafobética na época.

Pois bem. Segundo o editor do Lance (corinthiano, por sinal), a tal ação foi abandonada (jura?) pelo marketing mais sensacional do universo porque os únicos que aderiram ao tal programa eram tricoloridas que fingiam torcer para outro time pra ganhar o tal batismo e os tais brindes.

Eu estou louca ou isso é uma coisa completamente ÓBVIA???

E se eu não estou louca, por que diabos o mais sensacional dpto de marketing do universo não previu isso antes? E como a imprensa não questinou essa obviedade na época do lançamento?

...

Acho que, tomando umas duas caixas de cerveja, talvez eu compreenda. Ou não.

Em por falar em imprensa

Como bem observou a Camila nos comentários deste humilde blog, o que são as duas colequinhas (a jornalista e a assessora de imprensa) que estão no BBB? SOCOOOOOORROOOOOOOO!!!

Não vi BBB porque detesto, mas pelos (inevitáveis) comentários e pelo que andei lendo pelos sites da vida, Jesus, me chicoteia! Duas típicas "modelo, jornalista e puta" pra envergonhar a profissão. Principalmente a tal assessora. Mas é aquela coisa. Como diz o Wanderley, se veio do norte, é puta, ahahahahahahaha!!!

SÚPLICA DESESPERADA: Globo, extermine o BBB da sua programação em 2010, pleeeeeeeease!!!!

Ah, essa imprensa, viu?

Tá.

O Terra até pensou que passaria despercebido, mais eis que essa blogueira descobriu e faz questão de mostrar as contradições "cor-de-rosa" da imprensa.

Estou navegando no Terra Sports quando vejo a seguinte chamada: "São Paulo age rápido e volta a exibir patrocínio". Huuuuuuum. Então tá. Fui ler o texto (é claro), principalmente porque até onde eu tava sabendo, o primeiro time a anunciar o patrocínio da camisa tinha sido o Palmeiras. E eis que leio a seguinte pérola:

A diretoria do São Paulo não perdeu tempo e já voltou a estampar no uniforme o logo da empresa que patrocina o clube. Na noite de quinta-feira, o time tricolor anunciou oficialmente a renovação do acordo com a LG, e os jogadores já usaram novamente o símbolo da empresa nesta sexta.

Desde o início da pré-temporada, o elenco só vinha usando camisas com o símbolo do clube e a marca da fornecedora de material esportivo, sem estampa de patrocinador.
No entanto, os uniformes de treino usados no ano passado estavam guardados. Poucas horas depois de a diretoria acertar a renovação com a empresa de eletroeletrônicos, as camisas com a marca da LG voltaram a ser utilizadas.

Sei, sei, agiu rápido, é? Até onde todo mundo tá sabendo, o SP esnobou a LG porque jurou de pés juntos que havia milhares de empresas querendo pagar R$ 30 milhões para estampar a marca em sua camisa e como não apareceu ninguém, o jeito foi voltar atrás.

Mas tudo bem. Fiquei curiosa para ver o que tinham escrito sobre o Palmeiras... E tcham! Vejam que "primor":

Acabou a novela (AHM? NOVELA?) sobre o novo patrocínio da camisa do Palmeiras. Nesta quinta-feira, o presidente Affonso Della Monica anunciou em um evento na capital paulista que a Samsung terá a sua marca exposta no uniforme alviverde pelos próximos três anos.

O anúncio oficial será feito na próxima segunda-feira na capital paulista, quando o time paulista pretende apresentar sua nova camisa à imprensa.

No último ano, o Palmeiras teve o patrocínio da Fiat. A empresa automobilística italiana até teve o interesse na renovação de contrato, mas as duas partes não entraram em acordo.
O novo acordo vai render R$ 15 milhões anuais aos cofres do Palmeiras. A partir de maio, a Samsung acertou a exclusividade de sua marca no uniforme alviverde, já que vence o contrato de patrocínio da manga da camisa (com a Suvinil).

Do trio de ferro paulistano, o Palmeiras é o segundo a anunciar o novo parceiro em 2009. Antes, o São Paulo tinha fechado acordo para renovar com a LG. O outro rival, o Corinthians, segue sem um acordo na questão do patrocinador.

Tá bom, Terra. Agora, gostaria entender outra coisa. Vejam as imagens abaixo:



Reparem no horário em que as notícias foram publicadas no site.

Ai eu sou obrigada a concluir que: Ou o Terra é vidente para publicar o patrocínio do Palmeiras antes mesmo de soltar a nota sobre o patrocínio do São Paulo, ou é burro em preferir falar do "segundo" antes do primeiro.

Ou, é claro, tem muito torcedor são paulino disfarçado de jornalista por ai nas redações.

Manchetes do Dia

Diarinho
Barbeiragem
Mulher perde o controle da boleira e mergulha com caranga no mar
Coitada foi pegar uma bolsa e se perdeu no volante


Chacina
Pistoleiro sem alma fuzila casale depois estrangula crianças
Família inteira é morta

Nota do Blog: Que horror!

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Uma novela termina

Do Globo Esporte.com

Palmeiras, Coritiba e Traffic chegaram a um acordo no início da tardedesta quinta-feira e o atacante Keirrison é o novo reforço do Verdãopara a temporada 2009. O clube paulista vai pagar cerca de R$ 2 milhõespela liberação antecipada do jogador.

A Traffic, parceira do Palmeiras, já tinha adquirido 80% dos direitos dojogador, para repassar o atleta para o Palestra Itália. O problema é queo Coritiba, dono dos outros 20% ainda tinha contrato com o atacante atéo fim de abril e exigia a sua permanência para a disputa do CampeonatoParanaense. O Verdão, porém, insistia em ter Keirrison para aLibertadores da América.

Para convencer os paranaenses, a diretoria palmeirense chegou a oferecerR$ 1 milhão e incluir atletas encostados do elenco, como Enilton eOsmar. O Coxa, no entanto, queria o dobro. E é perto desse valor o que oPalmeiras vai pagar.

Keirrison deve ser apresentado já nos próximos dias como reforçopalmeirense. Seu empresário, Marcos Malaquias, está em São Paulo paraacertar os últimos detalhes da transação com a Traffic. Procurado peloGloboesporte.com, ele não foi localizado.

Nota do Blog: 1º atacante!!! \o/
Agora só faltam mais três atacantes, um meia, um lateral esquerdo pra gente começar a pensar em ter um time. =D

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Manchetes (divertidas) do Dia

Direto dos jornais mais engraçados do Brasil, postarei aqui no Bisbilhotagem diariamente, as chamadas de capa do Diarinho (SC) e o Já Notícia (Campinas). Divirtam-se!

Diarinho:

DESALMADOS
Assaltantes atacam acidentado, dão pau no cara e fogem com a moto
Coitado tava caído na BR-470 quando foi surpreendido pela bandidagem
--

Já Notícia

BEBUM PISTOLEIRO
Bar corta saideira e vovô pingaiada dá tiro em moça
José Antônio do Amaral, 78 anos, que havia tomado umas a mais, ficou revoltado porque não lhe venderam a saideira e sacou o trabucão, em Sumaré

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

A força da propaganda

Do Rótulo do O.B.

"Nove entre dez cientistas usuárias de absorventes íntimos usam O.B.*"

Yes, o asterisco gigante é proposital. Eu detesto qualquer frase espetacular que termina um esse sinalzinho lazarento. Afinal, sempre que há um asterisco, há um senão que mudará completamente a abrabgência do caso, o sentido da frase ou, em contratos com bancos ou administradores de cartão de crédito, poderá ferrar com a sua vida. Se é aquela super promoção de torpedo, pode contar que a mensagem de texto custará uma pequena fortuna. Mas asterisco em caixa de absorvente interno foi a primeira vez que eu vi e, por isso, corri para descobrir qual era o "MAS", "ENTRETANTO", "TODAVIA", "NÃO OBSTANTE" do meu absorvente íntimo.

Procuro, procuro, procuro e acho.

Sabe qual era a moral do asterisco?

NOVE ENTRE DEZ CIENTISTAS PARTICIPANTES DO 52º CONGRESSO BRASILEIRO DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA QUE USAM ABSORVENTE INTERNO.

Johnson & Johnson, eu pergunto:
Quantas ginecologistas participaram do tal congresso?
Quantas usam absorvente externo?
Qual foi a porcentagem de ginecologistas que usam absorvente interno que foram pesquisadas dentre o total de participantes do Congresso?

Dez? Cinco? Duas?

Brincadeira, viu.

Não precisa forçar a barra desse jeito! A gente gosta de O.B. O que nós, consumidoras, não gostamos é de sermos chamadas de idiotas, retardadas, dois neurônio, pela nossa marca de absorvente.

Ou realmente o gênio do marketing que resolveu acrescentar essa informação relevantíssima na embalagem do produto achou que isso vai fazer mais gente comprar O.B.?

Helooooooooooow, né?

Quem disse que a vida é fácil?


É, tenho que agradecer ao rival-mór pelas ótimas piadas que eles nos proporcionaram em 2008 e pelas que serão proporcionadas em 2009.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Sobre Lula, fontes de informação e jornalismo

Do Blog do Noblat

Ao entrevistar Lula para sua mais recente edição, a revista Piauí deveria ter cobrado dele que desenvolvesse melhor alguns dos conceitos que defendeu ou afirmações que fez. Esta, por exemplo: "Não gosto de ser fonte porque eu acho que você estabelece uma relação promíscua com o jornalista, com o jornal, com a revista, com a televisão."

Há fontes que dão informações a jornalistas porque compreendem a natureza do seu trabalho - informar com correção ao distinto público. Nada cobram em troca - nem mesmo um tratamento privilegiado. Tais fontes são raras, é verdade. Esbarrei em algumas ao longo de 42 anos de jornalismo. O ex-ministro da Indústria e Comércio do governo Sarney, o empresário Roberto Gusmão, foi uma delas. O ex-senador Jarbas Passarinho, outra. Antes de assumir a presidência da República, Fernando Henrique Cardoso foi uma fonte preciosa de muitos jornalistas. Nem por isso chiava quando era criticado por eles.

A maioria das fontes repassa informação esperando em troca algum tipo de proteção do jornalista. Ou então que o jornalista embarque sem cuidado na informação que lhe foi oferecida.
Aí poderá se estabelecer, sim, uma relação promíscua entre o jornalista e a fonte. Aí a "veracidade" da informação quase sempre é a primeira vítima. Tudo depende do jornalista. Do seu maior ou menor grau de honestidade. Da sua experiência ou da falta dela.

Durante o regime militar de 64, Antonio Carlos Magalhães foi uma notável fonte de informações para alguns jornalistas nos quais confiava. Em compensação cobrava deles proteção. E obteve. O jornalismo econômico lida com números, realidades concretas, embora também sujeitas a interpretações. Imagino que praticá-lo seja menos arriscado.

É essencialmente pantanoso o terreno do jornalismo político. A política é feita com palavras, gestos e sutileza muitas vezes. As palavras são traiçoeiras. Nada mais fácil do que dar o dito pelo não dito ou o dito por incompreendido. Gestos costumam produzir fatos. Mas um fato consumado pode ser revogado por um fato novo.

Lula acostumou-se em ser notícia desde seu tempo de líder sindical. Nunca precisou ser fonte para agradar jornalistas e conseguir virar notícia mais tarde. A opinião que tem do jornalismo e dos jornalistas é tosca, primária. Não deve ter lido um único livro a respeito do assunto. É dono de uma excepcional inteligência. E um intuitivo por natureza.

Repete que nunca pediu a ninguém para escrever a seu favor. E que não seria o que é se não existisse a imprensa. Mas uma vez deixou escapar quase sem querer quanto o jornalismo livre e, por livre, crítico, lhe é incômodo. Foi quando disse que gosta mais de propaganda do que de notícia. Talvez tenha dito o que a maioria dos políticos pensa, mas guarda para si.

Nota do Blog: Elogios são fáceis de ouvir, mas as críticas sempre incomodam. Sonho com o dia em que os governantes terão paciência e serenidade para entender que ninguém é perfeito, principalmente eles mesmo. E que é por isso que é preciso, necessário e incondicional a existência de imprensa livre para a democracia. Mas talvez lá no fundo, todos nós sejamos mesmo pequenos ditadores, democratas totalitários que se acham perfeitos. Nosso presidente pensa que é Deus e faz questão de deixar bem claro que prefere ignorar aqueles que o fazem homem, mortal, que erra. Como nunca antes na história deste país...

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Jesus me chicoteia!

Essa aconteceu comigo e agora mesmo!

De: Chefia
Para: Núbia
O colunista famosão TAL pediu uma nota do cliente X. Manda um material pra ele?

De: Núbia
Para: famosão TAL

Tal,
Recebi a informação x. Como você quer essa nota? Corrida ou em formato pergunta e resposta.

De: TAL
Para: Núbia
Vou dar a nota com a foto e, embaixo da foto,
a frase. Vendo o formato você saberá como quero
a nota.

De: Núbia
Para: Tal
Tal,

Segue a nota. Veja se tem todas as informações necessárias. Qualquer dúvida, estou a disposição.


De: TAL
Para: Núbia
Faltou uma frase dele.
Vc diz que aposta que a performance em 2008 será positiva.
2008 já passou. Não gostei disso.

De: Núbia
Para: Tal
Mas é que normalmente, esses números de crescimento só serão divulgados depois de fevereiro. Nenhuma seguradora tem ainda o balanço fechado.
Vou preparar a frase e já te mando.

De: TAL
Para: Núbia
O leitor não sabe que os nímeros só
serão fechados em fevereiro. A redaação tem de vir de
forma a não enrolar a cabeça do leitor.

(respirando fundo)

De: Núbia
Para: Tal

Que acha da nota assim então? Cortei 2008 porque não posso afirmar algo que não está definido ainda, tudo bem?
Muito obrigada novamente.
Um abraço,

De TAL:
Para: Núbia
Melhorou 70%.
Valeu.
--
Primeiro, legal pela aula de jornalismos.
Agora, as perguntas que não querem calar:
1) Virei repórter da coluna?
2) Não seria o colunista quem teria que escrever a frase, em cima da nota?
3) Se um colunista não gosta de uma nota, não é ele quem deveria reescrevê-la?
4) Eu ganho para fazer a coluna e não to sabendo?
5) O papel do assessor não é passar informações, e a do jornalista, no mínimo, reescrevê-las?

Conclusão: Preciso de pinga urrrrrrgeeeeennnnnnnte!
O mundo tá de ponta cabeça e ninguém me contou!!!

Atualizando às 17h49
De: TAL
Para: Núbia
Enviei a redação que fiz
para o seu ok final.

Ahmmmmmmmmmmmmmmmm???
Primeira vez na vida que eu aprovo texto de jornalista!

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Coisas da Firma

E-mail geral da firma é uma das coisas mais divertidas do universo, principalmente quando se é assessora de imprensa.
Abaixo, alguns relatos de experiências surreais vividas por esta assessora aqui (se você nunca trabalhou numa assessoria, não vai achar muita graça, mas acredite, é melhor que o CQC).

Equipe de atendimento do Evento X fazendo milhões de follows às 18h

Fulana 1: Gente, alguém sabe quem é esse Guilherme Barros? Por que será que ele não atende ao telefone?
R. Fulana, ele é só o mega editor da Coluna Mercado Aberto da Folha. Eu ACHOOO (por que será, né?) que, nesse horário, ele deve estar em fechamento (deeeeeeeeeeeer).

Mesma cenário, mesmo horário.

Chefe1 - Núbia, faz o seguinte. Corre ai e pega o nome de TODO MUNDO da equipe do Sportv que veio para fazer o Bem Amigos.
R. Ahn, ahn. Também vou preparar as credenciais do Papai Noel e do Coelhinho da Páscoa (foi mais ou menos isso que ouvi do cara da engenharia da Globo).

Mando e-mail para o pautas com a seguinte mensagem:

Pessoal. O Fulano X do IG aceita notinhas de esporte.
Pessoa X me responde: Será que ele faz gastronomia também?
R. Sim, e também cobre o mercado financeiro e ajuda o pessoa de música.

UM ANO após o César Giobbi sair do Estadão:
E-mail da sicrana Y - Gente, alguém sabe se mudou o e-mail do Giobbi no Estadão? To tentando mandar uma nota e tá voltando.

Evento hiper-ultra-mega-concorrido com trocentos jornalistas em um espaço aberto. Lá vem o Governador:
- Núbia, segura a imprensa, eles não podem entrevistar o Serra.
R. AHM, AHM!

Jesus me chicoteia, que só Deus e um copo de pinga salvam!

Da seção "notícias inacreditáveis que mudaram o mundo"

Do Lance!

Torcedores do Dínamo recusam atacante Kléber

Enquanto o Palmeiras luta para conseguir manter o atacante Kléber, que pertence ao Dínamo de Kiev, o clube ucraniano quer saber de seus torcedores o que deve ser feito com o jogador. Em uma pesquisa no site oficial do Dínamo, pouco mais de 20 mil pessoas opinaram e, para esperança do time da capital paulista, a maioria quer ver Kléber longe da Ucrânia.

Na pesquisa, três opções de repostas foram apresentadas: retorno de Kléber ao Dínamo, prorrogação do empréstimo ao Palmeiras e negociação do jogador em definitivo com qualquer clube.

A opção mais votada, até o fim da tarde desta quarta-feira, foi a prorrogação do empréstimo ao Palmeiras: 46,71%. Depois, aparece a opção em que Kléber deve ser negociado em definitvo com qualquer outro clube: 42,91%. Por fim, poucos torcedores querem ver o brasileiro novamente com a camisa do clube ucraniano: 10,38%.

Comentário do blog: RESPIRA E VAMOS LÁ!

Não, como jornalista, eu não caio nessa falácia da torcida do Palmeiras que reclama que a mídia é bambi/gambá, e blá, blá. Sim, acho que em algumas situações, há uma má vontade de alguns jornalistas com o time, mas, enfim, xis.

A questão aqui é que eu, como jornalista e consumidora de informações, me pergunto o seguinte ao terminar de ler o texto: E AÍ?

Eu e 80% da torcida do Palmeiras também não queremos Max fivelinha, Jeferson, Capixaba, Jeci, Evandro e mais uma pá de perebas no Palmeiras. E no entanto eles continuam lá, fazendo nada e ganhando mais do que eu posso receber em toda a minha vida num mês. Ou alguém realmente acha que o "queremismo" da torcida vai influenciar a cabeça dos ucranianos.

Mãaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaas... é isso ai. É tomar um calmante e rezar para o Campeonato Paulista começar logo e a temporada de caça-notícia-inútil termine logo. E eu que achava chato ver trocentos comentaristas comentarem 500 vezes um único lance e se esquecerem totalmente do resto do jogo.

Bonitinho com conteúdo

Se você mora em São Paulo, como eu, e vê televisão, deve ter visto uma chamada falando sobre o novo GE (ou Globo Esporte, para leigos), que estreará a partir de segunda-feira. Pelo que li no Jornalistas & Cia, aqui teremos um bloco regional, como já existem em todos os outros estados, diferenciado, apesentado pelo Tiago Leifert, que era do Sportv. Como eu só consigo assistir ao GE 30 dias por ano, quando estou de férias (sábado não conta, é dia de acordar após às 13h), não vou poder opinar sobre as mudanças por ora.

Mãaaaaaaaaaaas, como eu mesma diria, sem querer, achei o blog do moço (indo de link em link na blogosfera). Particularmente, fiquei surpresa quando vi que o Leifert seria o novo apresentador do GE. Sempre achei suas matérias muito interessantes sem cair na pecha de ser engraçadinha-sem-graça da Glenda Koslowsky (eu nunca sei se escrevi corretamente o nome dela), mas todos nós sabemos que a Globo costuma primar pelo conservadorismo, principalmente quando se trata de seus apresentadores. Mas pelo que li no blog, acho que podemos ter uma grata surpresa. Eu não poderia opinar sobre o avião da Emirates, como ele faz nesse post, mas achei vários textos muito legais, como, por exemplo, esse sobre o caso Eloá, com menção honrosa para os conselhos de mãe.

Portanto, pra quem curte esportes, principalmente futebol, vale ficar de olho.
Sem contar que, se eu fosse solteira, diria que o moço é uma gracinha (que o Odil não me leia, ahahaha).

Para as curiosas de plantão, dá pra conferir mais clicando aqui.

Da seção "Intolerância é pouco"

Rihanna mudará figurino na Malásia
País de maioria muçulmana proíbe que artistas estrangeiras usem roupas consideradas impróprias
Da Rolling Stone


Rihanna vai ter de deixar de lado as roupas decotadas, os shorts curtos ou qualquer outra peça que seja considerada ofensiva pelo governo da Malásia. A cantora vai se apresentar no país de maioria muçulmana no próximo dia 13 de fevereiro. A informação é da agência Associated Press.

As leis locais exigem que cantoras estrangeiras usem roupas que cubram toda pele entre os ombros e os joelhos. Quem não cumpre, paga uma multa: em 2006, os organizadores de uma apresentação das Pussycat Dolls tiveram que desembolsar US$ 3 mil dólares devido à "desobediência" das garotas, que, segundo o governo, não seguiram as regras conforme o combinado.

Razman Razali, empresário da produtora Pineapple, que levará o show ao país, disse que o empresário da cantora conhece as regras. Enquanto isso, uma seção do partido de oposição islâmico divulgou uma nota na internet afirmando que Rihanna é ainda "mais sexy e perigosa" que Avril Lavigne, que em 2008 foi acusada pelo mesmo grupo de ter uma coreografia "muito sexy".

Opinião do Blog: O buraco da intolerância religiosa não tem tem fim. Se eu fosse a Rihana, me apresentava de calcinha e sutiã e pagava a multa e ponto. Esses malucos religiosos precisam aprender que existe um mundo lá fora diferente do deles. E que essas diferenças precisam ser respeitadas. Oras, se ela é tão perigosa para o mundo, porque diabos querem um show dela na Malásia? E outra: quem a considera perigosa, que não vá ao show, ponto.

A hipocrisia é tão grande e imbecil que os idiotas esquecem que, independente do show, há os Youtubes da vida, que servem pra molecada de qualquer país - seja mulçumano, budista, católico, protestante, wikka ou qualquer outra religião - ver cantoras em trajes sexys e mulher pelada. E se há demanda por um show da cantora no país é porque há quem goste de música dela. E é impossível um fã não conhecer o estilo de se vestir de uma pessoa.

Ai fica a pergunta que não quer calar: qual a diferença em ver a Rihana em trajes mínimos na internet ou em um show? Só a intolerância impede que imbecis religiosos aceitem outros estilos de vida, outras, religiões e outros Deuses. É a doença por querer impor a sua verdade que faz com que idiotas façam leis idiotas e intolerantes impondo sua cultura a artistas estrangeiros. Esse é o tipo de gente que odeia liberdade, inteligência e a capacidade de questionamento. Basta pensar como seria uma situação contrária: alguma imagina aqui qualquer país democrático exigindo que uma cantora mulçumana que se apresente de burca seja obrigada a descobrir o rosto ao se apresentar em seu país?

Exigir que uma cantora mude seus trajes é tapas o sol com a peneira, é querer fechar os olhos à democracia e a liberdade de pensamento. É querer que seus jovens não veja que existem lugares em que são as pessoas - e não o governo ou a religião - que definem o que querem ser, o que querem usar, como querem pensar e agir.

E essa liberdade dói, mata e destrói dogmas imbecis que, ao longo da história, têm produzido guerras, ódio e morte. Nada além disso.

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Sexo contra fogos de artifício

Italianas ameaçam "greve de sexo" se maridos soltarem fogos de artifício
Da Folha Online

Centenas de italianas da região de Nápoles (sul da Itália) decidiram se negar a fazer sexo com seu companheiro na noite de 31 de dezembro se ele detonar rojões ou soltar fogos de artifício, uma tradição muito popular na Itália e que deixa centenas de feridos a cada ano.

Batizado "Se spari, niente sesso" (Se soltarem fogos, ficarão sem sexo), o comitê criado por Carolina Staiano, uma dona de casa da cidade de Lettere, perto de Nápoles, já recebeu o apoio de várias centenas de mulheres nos últimos dias.

A idéia é convencer maridos e namorados a não detonarem enormes quantidades de rojões e fogos de artifício de fabricação caseira, e também a não atirarem para o alto com armas de fogo, algo que os homens fazem muito no sul do país para comemorar o réveillon.

"Detonar rojões ilegais é perigoso. Se seu companheiro não quer entender, mande-o dormir no sofá", disse Carolina Staiano nesta quarta-feira ao jornal La Stampa. A privação de sexo "é um argumento ao qual os homens são particularmente sensíveis", destacou.

Interessada pela iniciativa, a província de Nápoles informou que enviará nesta quarta-feira para os celulares do maior número possível de homens da região a seguinte mensagem: "Não detonem fogos, mas façam sexo".

Esta tradição de fogos de artifícios e disparos de armas de fogo deixou um morto e 473 feridos em toda a Itália na noite de 31 de dezembro de 2007.

Nota do Blog: É impressão minha ou as amigas napolitanas descobriram a roda? Ahahahahah!

Para começar o ano com o pé certo

Nova geografia brasileira feita por um paulista