quarta-feira, 15 de abril de 2009

Que merda (ou melhor, que urina)!

Xixi põe em risco estruturas de viaduto e 5 passarelas em Salvador

Engenheiros da Prefeitura de Salvador detectaram que a prática de aliviar a bexiga fazendo xixi em pontos considerados discretos pela população masculina está colocando em risco a estrutura de pelo menos um viaduto e de cinco passarelas da capital baiana. Segundo a Superintendência de Conservação de Obras Públicas (Sucop), a acidez da urina infiltrou no concreto e expôs a armação de ferro dos pilares das construções.

O responsável pela Sucop, Luciano Valadares, disse que o reparo dos danos provocados pela urina na estrutura de um viaduto, na Avenida Vasco da Gama, entre os bairros de Brotas e da Federação, vai custar R$ 500 mil aos cofres públicos. "A urina do baiano é tão ácida que abalou a estrutura de um viaduto como esse. As pessoas precisam perder esse hábito de fazer xixi na rua."

Valadares informou que não sabe como a administração municipal vai trabalhar para conscientizar a população a deixar de urinar sob viadutos e passarelas. "A minha parte eu estou fazendo. Colocamos banheiros químicos nas obras de reparação dos danos."

Além do viaduto na Avenida Vasco da Gama, o superintendente informou que uma passarela, instalada na Avenida Centenário, também está com os pilares corroídos pelo xixi. "A urina é a principal causa da corrosão da armação de ferro dos pilares. Ela pode provocar a queda de toda a estrutura."

Equipes da Sucop devem iniciar os reparos em duas passarelas, na mesma Avenida Vasco da Gama, e em uma outra, na Avenida Tancredo Neves, ainda nesta semana. "A reforma no viaduto já começou há 45 dias, mas deve demorar mais tempo, pois estamos calçando toda a construção para trocar os pilares", disse Valadares.

Ele afirmou ainda que uma nova argamassa está sendo aplicada nos pilares para suportar a possível insistência do pedestre seguir aliviando a bexiga em praça pública. "Usaremos uma argamassa polimérica, que é mais resistente. Além disso, vamos pintar todos os pilares, de todos os viadutos e passarelas de Salvador, com tinta epóxi, que é mais resistente ao ácido da urina", disse o superintendente.

Comentários (ácidos, mas não tanto quanto o xixi) do blog
1) Eu sempre achei que pipi de baiano era tão preguiçoso que esperava até chegar em casa. Mas percebi que o buraco é mais embaixo: nijar na rua é mais cômodo porque não precisa limpar o banheiro depois!
2) Aposto que vão começar a urinar na porta dos banheiros químicos. Abrir a porta dá trabalho!
3) A urina do baiano é tão ácida que derretou a coragem dele.
4) Como derrubar ponte com explosivos dá trabalho, baiano prefere fazer um trabalho de longo prazo: de xixi em xixi, a ponte um dia vai cair.

Nenhum comentário: