segunda-feira, 22 de junho de 2009

O que é ser very libertarian

Esse foi um final de semana irretocável, lindo, histórico, incrível em todos os aspectos.

Não só porque conheci um monte de gente bacana. Comi muitas comidas gostosas. Dancei e me diverti muito. Conheci lugares incríveis. Vi o sol nascer espetacularmente de cima de uma serra, com uma vista incrível. Passeei por uma cidade bonita, organizada e limpa. Viajei e desestressei dos problemas do dia-a-dia.

Esse final de semana foi incrível, absolutamente incrível, porque esse final de semana eu fiz parte de algo que será histórico e que, em anos, décadas, séculos, será lembrado como um marco na história desse país.

É incrivel se dar conta que você está fazendo parte de algo realmente diferente, real e aplicável. Sim, porque por mais que qualquer um vire pra mim hoje e diga "Núbia, você está louca, esse modelo de sociedade que você quer é impraticável, impossível", eu digo e afirmo com toda convicção do mundo que uma sociedade voluntária, com todos livres para viver de verdade, é algo completamente possível real e praticável.

Se não tivesse plena certeza que o livre mercado completo é realmente a melhor alternativa para todas as pessoas - pobres, ricos, negros, judeus, árabes, índios, ciganos, brancos, americanos e o que seja - eu com certeza não teria saído de São Paulo para ir a BH esse final de semana. E, no entanto, eu estava lá, fazendo história, mesmo que muitos de nós não tenhamos percebido a importância da longa reunião de fundação do LIBERTÁRIOS - O PARTIDO DA LIBERDADE.

É incrível como o movimento libertário cresceu exponencialmente no Brasil nos últimos anos. Como disse o presidente do Instituto Ludwig von Mises Brasil, Helio Beltrão, na carta enviada à reunião de fundação do Liber, em cinco anos, um pequeno grupo de liberais de orkut virou um homogêneo grupo de pessoas de todas as partes do país com sólidos conhecimentos sobre a liberdade, tanto em seus aspectos econômicos, por meio das ideias da Escola Austríaca, quanto em seus aspectos morais e ético, via filosofia libertária.

Se somos poucos agora, um dia, já fomos quase nada. Logo, só posso concluir que em breve, seremos inúmeros, milhares, milhões. Porque a filosofia natural de vida é a filosofia da liberdade. Só precisamos mostrar as pessoas que hoje, são treinadas desde o nascimento para ignorar a verdadeira essência das relações humanas em troca de um modelo violento, hipócrita, ineficiente que apenas beneficam uns poucos (os amigos do rei, claro), que a única solução possível para vivermos bem, felizes e satisfeitos é numa sociedade voluntária, é pela liberdade.

No campo das ideias, temos o Instituto Mises Brasil, entre outras associações. No campo das ações, temos agora, o Libertários.

É por isso que esse final de semana foi sublime. Temos agora, todos os instrumentos necessários para levar ao Brasil, a mensagem da liberdade. Esse foi mais um passo no caminho da liberdade. Se nosso destino está longe, muito longe ainda, por outro lado, nunca estimos tão perto dele.

De passo em passo, a gente chega lá.

Nenhum comentário: