quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

PARIS - Comer e Beber


Vamos falar sobre uma das melhores coisas da Vida? (não, não estou falando em sexo :-P)
É muito bom comer. Beber, idem. E se você está em Paris, qualquer lanchinho na esquina é um banquete. Porque a comida é maravilhosa em cada cantinho da cidade. Seja aquela baguete ou foie gras, coq au vin com crème brûlèe de sobremesa.

E o que comi na França?

Baguetes: Muitas baguetes. Para quem está na correria querendo fazer aquele roteiro, baguete é uma ótima pedida. Tanto quente como fria. Experimentei várias, de vários sabores e gostei muito de tudo. Sem contar que é uma refeição que realmente te satisfaz. Se você está com pressa, pule o Mac Donalds e vá de baguete.

George V: Comi um bife maravilhoso no Café George V. Mesmo assim, não recomendo comer lá. O preço “Champs Elysée” é caro e não compensa. Você pode caminhar duas quadras e ir em outro restaurante das ruas paralelas e pagar 15 euros em um prato, diferentes dos 30 cobrados no George V.  Para vocês terem uma ideia: 2 pratos, uma água e um refrigerante resultaram em uma conta de 85 euros. Com a metade disso, você pode comer muito bem nas redondezas.

Café Les 2 Moulins: é o famoso café do filme “O Fabuloso Destino de Amélie Polauin”. Entupido de turistas, mas agradável do mesmo jeito. No almoço, com 15 euros, você come entrada + prato principal ou prato principal + sobremesa. É delicioso, acredite. Compensa CADA euro gasto e digo sem pestanejar que lá eu comi o melhor penne ao molho de três queijos da minha vida. Passeio gastronômico obrigatório. Fica há duas quadras do Moulin Rouge, em Montmartre.

Pizzaria da Champs Elysée: Não lembro o nome, mas fica pertinho do Arco do Triunfo e do café George V. Pizzas entre 10 e 14 euros que dão tranquilamente para duas pessoas. Maravilhosas e o atendimento é muito bom – tem um garçom francês que fala português porque é casado com uma catarinense.
Aqui, um parentese: PIZZA é coisa de Deus na França. A de quatro queijos tem pedaços galopantes de queijo brie. E custa muito barato na média. Exemplo: uma baguete custa entre 4 e 6 euros, e uma pizza pra duas pessoas, em média, 10. Compensa muito mais dividir uma pizza do que comer duas baguetes. E, em alguns lugares, eles fazem meia/meia.

Crepe de Nutella: todo mundo falava pra mim e, realmente, não dá pra não comer. É MUITO BOM, assim como o waffle de nutella. Se estiver no inverno, comam sem dor na consciência (eu não engordei uma grama que fosse na viagem, mesmo comendo igual a uma retirante). Chocolate quente de acompanhamento é ótimo, principalmente se você estiver na fila de 3 h da Torre Eifel. Ps. Não olhe muito para os potes de Nutella de um quilo, ou você vai ficar sonhando com isso durante um bom tempo.

Vinho/Água/Refrigerante/Champagne/Cerveja: Beba vinho, cerveja e champgne. Não beba água e nem refrigerante. O motivo? Os últimos dois itens custam UMA FORTUNA na terra do beicinho. A taça de vinho custa os mesmo 5 ou 6 euros da água e do refrigerante em qualquer lugar. Como eles te servem uma jarra de água graça, vá nas bebidas alcoolicas. E invista forte nas taças de champagne por 8 ou 10 euros. Deliciosos e com um excelente custo, principalmente se a opção é pagar 6 euros no refrigerante. Cerveja na França só encontrei duas, basicamente: Heineken e 1664. Fiquei basicamente na 1664, que é muito boa.  

No mais, esbalde-se, coma sem dor na consciência e seja feliz. 
Porque Paris é comer, é beber, é ser feliz. 

Um comentário:

Alex Egandaia disse...

Opa, muito bom o post, seguirei as dicas quando for à Paris. Hehehe