quinta-feira, 13 de setembro de 2012

O curso de pós graduação que o mercado precisa


Esse é o curso mais esperado da história do mercado de comunicação e marketing. O querido Daniel Souza teve a ideia e eu, outro Daniel, Diego, Rafael e Fábio colaboramos com a montagem da grade.

Queridas faculdades, pensem nessa grade com carinho.



ESPN -  Escola Superior de Paciência e Noção

Curso: Inovação do Uso da Noção na comunicação

OBJETIVOS DO CURSO
Compreender o que são os acordos sociais não formais de comportamento em grupo, e como exercitar padrões saudáveis de conversação e comunicação entre neo-consumidores, seus parentes, chefes e puxa sacos.

Entender na atual conjuntura econômico-social brasileira como o processo de noção impacta na inovação, bem como desenvolver abordagens de utilização de noção na prospecção e fidelização dos novos consumidores das classes X, Y, C, D e Club A.

POR QUE PARTICIPAR
No mundo corporativo moderno, a noção de noção acabou esquecida. Termos como “alinhar” acabaram tornando-se hype e fazendo com que a noção fosse esquecida. Contudo, com os novos desafios na comunicação, ter noção voltou a ser um fator diferenciado no currículo de qualquer executivo que almeje o sucesso. Esse curso tem como objetivo explicar, em detalhes, todas as aplicações do conceito, seja no dia-a-dia de trabalho, na relação com a equipe, com o cliente e com fornecedores. Fazendo o curso, você irá se diferenciar no mercado, deixando de ser “sem noção” e fazendo parte da ínfima quantidade de pessoas que têm noção.

RESULTADOS ESPERADOS

Obter noção, evitando joselitismos, maneirismos e outros ismos

METODOLOGIA

Serão utilizadas para embasamento das aulas as principais referências bibliográficas que tratam do assunto, fontes eletrônicas tais como sites oficiais, revistas e jornais.
As aulas serão expositivas e serão introduzidas questões-debates a partir do conteúdo tratado. Serão utilizados, fartamente, de recursos áudios-visuais para a exibição de mapas, gráficos, quadros e tabelas e vídeos curtos que tratam do assunto.


PROGRAMA
1) Entendo os limites e Oversharing;
2) Usando gamification para mudar hábitos ruins;
3) How to avoid bad English et All (ou how to avoid english expressions i don’t know);
4) Bundas, Peitos e similares: usando elementos sexuais sem causar desconforto;
5) Comportamento do Colaborador nas festas da firma;
6) Como não ser o último a utilizar um meme;
7) Como não expor seus amigos a imagens repelidas por profissionais como coveiros,médicos e veterinários;
8) Meu português (ou falta de) me deixou solteiro. E agora?
9) Como preencher um briefing além do Google;
10) Como evitar palavras com a palavra “como” e outras baboseiras do tipo;
11) Como entender a diferença entre “MAS” e “MAIS”;
12) Diferenciando “recepcionistas” e “hostess” (ache a vírgula entre elas);
14) Como evitar a palavra “chupa” em dias de final de campeonato em relação ao time do sogro, chefe ou pessoa com arma carregada em mãos;
15) Aprendendo como utilizar o teclado “Caps Lock”;
16) Como ficar na festa da empresa até o sorteio dos prêmios;
17) Como evitar check in em locais comprometedores, proibidos, secretos, irrelevantes ou onde a sua presença é MERA obrigação;
18) Como identificar a diferença entre notícias reais e manchetes do “Sensacionalista”;
21) Como conhecer o “Sensacionalista”;
22) Como fingir felicidade de maneira crível nas redes sociais;
23) Como conter seu mau humor e/ou mimimi nas redes sociais;
24) Relevância avançada: Entendendo o papel dos neo-consumidores e a rejeição de pautas que vem da Ass. de Imprensa;
25) Como utilizar a palavra “especial” sem remeter o leitor a qualquer “retardo”;
26) Como abordar travestis sem correr o risco de ser assaltado e aparecer na mídia, no dia seguinte;
27) Como não ser notícia no “Te Dou um Dado” e blogs similares;
28) Como esconder a falta de job ou pia de louça nas redes sociais;
29) Como não falar sozinho em perfis empresariais nas redes sociais;
30) Como expressar seu mau gosto musical nas redes sociais ou “Sou do fã clube do Luan Santana - Devo assumir?”;
31) Como ser sincero sem escrever errado;
32) Dez dicas de como interpretar o regulamento de um concurso;
33) Crenças, religiões e cultos: como abraçar o sagrado sem incomodar sua audiência ( amando Jesus sem ser mala);
34) Como não se tornar um filósofo das redes sociais;
35) Como entender que a Cleycianne é um cara não evangélico;
36) Sabendo usar e identificar citações de Clarice Lispector, Arnaldo Jabor e Luís Fernando Veríssimo nas redes sociais;
37) Como postar Adele nas redes sociais com enfoque inédito e ouvir as canções em volume adequado;
38) Como não postar 537 imagens em menos de 2 minutos em seu perfil no Facebook;
39) Dica:Mouse não é uma metralhadora de “likes”;
40) Como passar o mês de Dezembro inteiro sem ouvir uma vez sequer a cantora “Simone”;
41) Como não ficar compartilhando o mesmo sentimento 537 em menos de 2 minutos, no Facebook;
42) Como não utilizar a frase: “Sua inveja faz a minha fama”;
43) Como entender que as expressões: “fikadika”, “Vem ni mim” e “Partiu” já cansou a beleza;
44) Como alfinetar a pessoa certa com posts enigmáticos no Facebook;
45) Como não postar fotos com uma parede podre atrás de você e entrar no tumblr “Clã da parede podre”;
46) Coloque frases claras em seu Facebook e não pareça um louco inexperiente que nunca usou uma rede social;
47) Como entender que ninguém quer saber se você está “Felizzzzzzz”;
48) Como utilizar as seguintes consoantes: “ss”, “s”, “ç” e “z”;
49) Como periguetar com classe e discrição nas redes sociais;
50) Entendendo um pouco sobre como postar poucas fotos de um determinado evento.
51) Como perceber a ausência de um item (13) em um programa didático.


5 comentários:

Ana Manssour disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ana Manssour disse...

#possofalar?

Curso nota 10 e pré-requisito eliminatório de candidatos para trabalhar em todas as áreas.

Sou candidata a ministrar aulas, para onde mando meu currículo?

Observações "Intolerantes" a respeito do programa e do post:

1) A emoção fez você se atrapalhar no título. Sugiro a seguinte redação: "O curso de pós graduação que o mercado precisa".
2) Além do item 13 também estão faltando o 19 e o 20. (Fiquei curiosa para saber se o conteúdo deles foi vetado pela censura! hehehe).
3) Sugiro a inclusão de mais um item em que seja abordada a não-necessidade de criar anglicismos quando já existe termo adequado em português com o mesmo sentido.
4) Mais um item que julgo importante é o treino da língua inglesa - inclusive de pronúncia - para evitar aquele sentimento de "vergonha alheia" quando vemos alguém falando inglês tupiniquim.

Ana Manssour disse...

#possofalar?

Curso nota 10 e pré-requisito eliminatório de candidatos para trabalhar em todas as áreas.

Sou candidata a ministrar aulas, para onde mando meu currículo?

Observações "Intolerantes" a respeito do programa e do post:

1) A emoção fez você se atrapalhar no título. Sugiro a seguinte redação: "O curso de pós graduação que o mercado precisa".
2) Além do item 13 também estão faltando o 19 e o 20. (Fiquei curiosa para saber se o conteúdo deles foi vetado pela censura! hehehe).
3) Sugiro a inclusão de mais um item em que seja abordada a não-necessidade de criar anglicismos quando já existe termo adequado em português com o mesmo sentido.
4) Mais um item que julgo importante é o treino da língua inglesa - inclusive de pronúncia - para evitar aquele sentimento de "vergonha alheia" quando vemos alguém falando inglês tupiniquim.
5) Fundamental deixar claro que o programa vai sendo atualizado e acrescido de novas abordagens com a mesma velocidade com que se desenvolvem e multiplicam as barbaridades no mundo corporativo e nas redes sociais!

Um beijo e parabéns pelo post, Núbia!

Ana Manssour disse...

#possofalar?

Curso nota 10 e pré-requisito eliminatório de candidatos para trabalhar em todas as áreas.

Sou candidata a ministrar aulas, para onde mando meu currículo?

Observações "Intolerantes" a respeito do programa e do post:

1) A emoção fez você se atrapalhar no título. Sugiro a seguinte redação: "O curso de pós graduação que o mercado precisa".
2) Além do item 13 também estão faltando o 19 e o 20. (Fiquei curiosa para saber se o conteúdo deles foi vetado pela censura! hehehe).
3) Sugiro a inclusão de mais um item em que seja abordada a não-necessidade de criar anglicismos quando já existe termo adequado em português com o mesmo sentido.
4) Mais um item que julgo importante é o treino da língua inglesa - inclusive de pronúncia - para evitar aquele sentimento de "vergonha alheia" quando vemos alguém falando inglês tupiniquim.
5) Fundamental deixar claro que o programa vai sendo atualizado e acrescido de novas abordagens com a mesma velocidade com que se desenvolvem e multiplicam as barbaridades no mundo corporativo e nas redes sociais!

Um beijo e parabéns pelo post, Núbia!

Núbia Tavares disse...

Ana, adorei seu comentário! Acho que devemos começar a montar esse curso. Vai bombar!!! bj!